quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Viajar Com ou Sem Filhos - Por Ana

Ana tem dois!
é leitora assídua da Kika, e vez ou outra aparece aqui no Papo de Mãe!
Essa semana ela "adotou" o tema e postou no dela... rs..
com autorização da própria, copio aqui!
Quem quiser conhecer o blog dela acesse: http://meusdois.blogspot.com/

------------------------------------------------------------
Como moramos longe de todos da nossa família (exceto meu irmão que mora aqui) sempre viajamos com as crianças.

Quando a Laura tinha 18 dias, fomos para a casa dos meus pais, que dá umas 3 horas e meia de carro.

No posto de gasolina, todos olhavam para aquele bebê minúsculo no meu colo.
Ela dormiu TODA a viagem e não deu nenhum trabalho.

Afinal, ela tinha que se acostumar com o ritimo, viajando pelo menos dois finais de semana por mês.

E assim foi também com o Antônio, que viajou quando estava um pouco mais "velho".
É sempre tranquilo até o meio do caminho, quando eles acordam, rs

A Laura já está super acostumada no banco e presa ao cinto e não reclama mais.
Agora o pititico dá suas birras para sair do cadeirão! E não é fácil segurá-lo!
Chego ao destino mortinha da silva.

Depois do nascimento da Laura, fizemos 3 viagens, sozinhos ou com casais de amigos.
A primeira ela tinha 10 meses e ficamos 12 dias fora.

Uma viagem internacional e que não tinha nem como levá-la.
Na verdade, queríamos passear a dois, conhecer um lugar diferente e tal.
Ela ficou na casa dos meus pais, só deixo meus filhos se for com eles, só com eles.
Minha mãe é daquela que não desgruda, não deixa machucar, nem chorar.
Confiamos 100%!

Confesso que ficamos com saudades e foi difícil. Muito.
Mais valeu a pena.
Ela ficou suuuuuper bem e nós felizes!

A segunda viagem foi rapida e durou menos de 3 dias.
Desta vez ela ficou aqui em casa com meus pais e foi tranquilo.
Esse ano resolvemos fazer outra viagem, internacional também.
Pouco tempo, 5 dias.

Na hora de ir, marido não queria mais, já quase chorando de saudades.
Eu também fico, óbvio, mais ele fica ainda mais.
Dessa vez, não tinha só a Laura, mais o Antônio também, com 10 meses (coincidência) e meus pais vieram para cá.
Mil vezes mais tranquilo!

Acho que pelo fato de estarem no ambiente deles, na rotina deles....dormindo no bercinho e na cama, com seus brinquedos.
E à tarde a Laura ia para a escola, o que facilitava bastante.

Apesar de que vou ser muito sincera: com meus pais eles ficam bem em qualquer lugar .
Tenho essa sorte!

Minha cunhada, por exemplo, tem dificuldade sair à noite e deixar as crianças com minha sogra, que não fica de jeito nenhum!
Viajar então, nem pensar!

Já minha mãe tem prazer em ficar com os netos e acho muito melhor ficar aqui em casa com eles do que na casa dela.

E ela já perguntou quando vamos viajar de novo, porque ela quer ficar com eles novamente.
Bom né?
Ano que vem uns amigos nossos vão fazer uma viagem ao Egito, Grécia, Paris.....e vão ficar quase 30 dias.
Aí já achamos muito!

Não vamos de jeito nenhum, isso é certo.
No final do ano estamos pretendendo levar os dois à praia, e meus pais vão junto, se tudo der certo.Vamos ver como será uma viagem mais longa com os pimpolhos.
Aguardo os comentários e experiências de vocês!

Um comentário:

Fernanda disse...

Desde que fiquei grávida não sei o que é viajar.
Esse ano to no meu limite! Eu viajava sempre que dava!! Pelo menos uma viagem por ano.

Pra falar que não fiz viagem alguma depois que a gabi nasceu, fui a Bolivia sem ela e voltei no mesmo dia porque fiquei louca de saudades da minha filha!!

Não consigo planejar uma viagem que seja boa pra nós duas.