sexta-feira, 27 de junho de 2008

Gravidez - da Bel

Começo com uma questão que sempre me atormenta quando vou falar sobre este assunto. Como é gravidez no plural? Gravidezes!!! Horrível, não?

Realmente, não sei como é a forma correta, mas seja como for, tive três. E assim como cada filho é único, cada gravidez também.

Por experiência, não posso dizer enjoei, não enjoei, tive sono, não tive, porque tive e não tive de tudo.

A primeira, da Caru, foi linda: 21 anos, um enjoozinho básico e ocasional nos três primeiros meses, 9 quilos a mais (sem contar os 3 que perdi no começo, senão foram 6). Sem estrias, sem celulite, em 15 dias depois do parto de volta pros meus jeans de antes. Oitavo mês e eu num baile de 1 ano da morte do Elvis Presley, dançando até, puro rock´n roll. Feliz, feliz! Nasceu de forceps (tadica!) depois de quase 12 horas de trabalho de parto induzido (como dói!!!!).

A segunda, foi primeira de novo. Depois de 12 anos, foi começar de novo mesmo. Mas o Thomas judiou de mim 5 meses. Enjoei MUITO. Foi quase meio ano de mal estar, terrível. Mas depois foi tranquilo. Engordei 13 quilos, voltei ao peso de antes em 60 dias. Nasceu de parto normal, rápido demais, quase que não deu tempo do médico chegar!

Na terceira, tive de tudo: enjoei, tive muito sono, quase perdi o bebê no comecinho, depois comecei a ter contrações no quarto mês, aí fiz um repouso leve e comecei a tomar remédio pra tentar segurar mais um pouco, até o sétimo mês, pelo menos. Engordei 18 quilos, dos quais uns 12 foi só na barriga. Fiquei imensa, deformada, não conseguia nem andar direito. Ele chutava noite e dia e eu só conseguia dormir sentada. Alê nasceu de cesariana e de 41 semanas (não só esperou o sétimo mês, como passou do nono) e aí ficou só na engorda. Do tamanho que eu sou, não nascia. Nasceu enorme (4,150 k e 54,5 cm) e seis meses depois do nascimento, ainda me perguntavam de quantos meses eu estava. Demorei 2 anos pra voltar ao peso normal. Quem manda ser mãe velha, né?

Então, como disse lá em cima, na minha opinião cada gravidez é única. Acho que a personalidade da pessoinha já influencia a nossa vida desde a concepção. O que as gravidez (es?) têm em comum é a vontade que a gente fica de ler tudo, comprar tudo, saber tudo, como se cada uma fosse a primeira. Fora essas compulsões, lembro que na gravidez da Caru comi dois abacaxis inteiros de uma vez só, na do Thomas tomava 1 litro de leite com Ovomaltine por dia (de uma vez só também) e do Ale acho que nenhuma vontade de comer nada especial.

É isso! Beijos

Bel

3 comentários:

Kika Bastos disse...

Ai Bel... isso me assusta! hahahahah Pq, tirando o fato de eu ter tido um problema no final da gestação e o Luca ter nascido meio às pressas, queria repetir TUDO na minha próxima gravidez...
O bom é que, a gente sobrervive, né... sempre!!!
bjs

Isabella disse...

Mães de meninos, meu Filhote de 4 anos vai fazer a cirurgia de fimose porque optamos por não circucizá-lo quando nasceu... Como ele já teve 2 infeccões, o urologista pediátrico indicou a cirurgia que será no dia 3 de julho. Algumas de vcs já passou por isso? Estou querendo ter uma idéia do que esperar...

beijos e obrigada!

Isabella

Caru disse...

Sempre a mais boazninha, hein mams??? hahaha...
beijos