domingo, 20 de julho de 2008

Tema da Semana : Escolhendo o Pediatra

Escolher o pediatra não é tarefa fácil...

A Menos que você more na mesma cidade desde que nasceu, tenha muitos primos, sobrinhos, e seja a última do seu grupo de amigas a engravidar... Você, como qualquer uma de nós, terá problemas pra achar um que se encaixe perfeitamente à sua nova família!

Porque pediatra é um medico "delicado" de se escolher? Porque é nele que você terá que confiar 95% para tratar da pessoinha mais valiosa da sua vida...
Digo 95% porque claro, a cabeça tem que sempre ficar aberta, e atenta... e nem sempre uma única pessoa é "dona de todas as razões"!

Ter uma outra opção para de vez em quando pedir uma "segunda opinião" pode ser válido! Principalmente para mães neuróticas!

Essa semana, a gente conta aqui como escolhemos os pediatras de nossos filhos. O que foi importante, o que foi um balde de água fria, e em que momento batemos o martelo e dissemos "é esse!" ou "essa!" rs...

8 Mulheres
13 filhos
e MUITA HISTÓRIA PRA CONTAR!

3 comentários:

Cantinho do meu bebê disse...

Nossa, vocês não fazem idéia do quanto aprendo aqui nesse cantinho!!!


Logo quando meu Dudu nasceu, tive problemas com a amamentação. Além do meu seio não ter bico meu bebê só mastigava, não sabia sugar. Como mãe de primeira viagem fiquei louca, e longe da minha mãe não tinha orientação nenhuma. O Eduardo passou então a perder peso, muito além do que seria normal para as primeiras semanas pós nascido. Minha primeira intuição me levou a pediatra que o acompanhou no parto - Quanta decepção!!! Ela simplesmente me culpou por não amamentar ele direito e disse que me daria mais uma semana ou entraria com aleitamento artificial NAM, enquanto isso, meu seio jorrava de leite. Me lembro como se fosse hoje, sai daquele consultório com os olhos marejados de lágrimas e com o coração sangrando por me sentir culpada por não cuidar do meu filho direito. Pra completar minha sogra bendita em uma de suas visitas, comentou comigo que eu não estava cuidando do neto dela direito e no linguajá dela disse que o menino era só coro e osso. Minha vida era chorar e me culpar, passava horas a fio com o meu filho nos braços oferecendo-lhe o leite materno, e nem sabia que fazendo isso ele só cansava mais e ai era que não sugava mesmo. Começou então a minha peregrinação em busca de uma Pediatra que resolvesse o meu problema. Encontrei de tudo que se possa imaginar, alguns nem mesmo pediam para eu amamentar o Dudu para que pudessem observar aonde eu estava errando. Depois de muita procura, uma colega do meu condomínio me sugeriu uma Pediatra e me deu ótimas referências da mesma, marquei uma consulta, afinal uma a menos, uma a mais!!! No primeiro contato que tivemos, me senti totalmente acolhida, ela examinou o Eduardo com tanto carinho e afeto, o colocou no meu seio, me fez mil e uma perguntas, e com base nas minhas respostas me dava valiosas orientações. Como eu tinha muito leite, me encaminhou para um banco de leite de um hospital público, fiquei meio descrente, pois o sistema público aonde moro é muito decadente, mas ele me mostrou em uma revista que se tratava do melhor bando de leite da America Latina, frente a esse fato, sai de lá direto para o hospital. Lá tive mais orientação e acompanhamento, no início fazia exercícios com o meu dedo mindinho para o Dudu aprender a sugar e dava o meu próprio leite para ele através de sonda. Passei a doar 5 vidros por semana para o banco de leite e a ir na pediatra pelo menos uma vez por semana. Ela acompanhava tudo de perto e sempre que saída do consultório adquiria um novo conhecimento. Além desse fato, tiveram outros inúmeros aonde o diagnóstico da Pediatra do Dudu era o correto. Amamentei o meu filho até 1 ano e 8 meses. Continuo até hoje as consultas mensais com essa Pediatra maravilhosa, quando é algo corriqueiro levo o Dudu ao hospital aonde ele nasceu para ser atendido pelo pediatra de plantão, até mesmo porque temos que marcar com um mês de antecedência as consultas com ela, pois é muito concorrida, mas quando é algo grave, corremos para a Dr. Cremilda, que é simplesmente a melhor Pediatra que conheço, pois foi a que me salvou em uma dos momentos mais difíceis e delicados da minha vida de mãe.

Kika Bastos disse...

oi meninas!!!!!
Essa semana que passou foi tão corrida que nem vim aqui dizer como foram os meus primeiros dias... acho que foi melhor assim! rsrs até pq, trocando em miúdos, eu era a histeria em pessoa!haahahahaha
Mas... como sobrevivi, e todos ao meu redor também... vou preparar meu post sobre o meu pediatra!
beijos!

Bella&Rafa disse...

NOSSA JO, SE AINDA ESTIVESSEMOS MORANDO NO RIO, COM O NOSSO PEDIATRA DE FAMÍLIA,TERIA SIDO BEM MAIS TRANQUILO NÉ?? KKKK.....
BJS....