segunda-feira, 13 de outubro de 2008

ciscada de galinha não mata pinto...

Sou mãe de um bebê (?? é... acho que ele vai ser bebê por muito tempo ainda!), talvez e também por isso, nunca precisei dar uma palmada no Luca, mas, sinceramente acho que "ciscada de galinha não mata pinto" mesmo! Contanto que haja BOM SENSO, esse que nunca deveria nos abandonar, principalmente no que se refere a educação dos nossos filhos.

Tem uma pessoa na minha família, por exemplo, que ja bateu pelo menos umas 3 vezes (que eu fiquei sabendo) no rosto do filho... aí não! Aí, o dia que fizer na minha frente, acho eu me atraco com ela na hora! Ou pelo menos solto os cachorros! Acho violência assim, um absurdo! O que vc vai ensinar pro seu filho, batendo no rosto dele, puxando o cabelo dele etc??? Só violência, nada mais! E disso, tô fora! quero ter orgulho do meu filho ser um camaradinha do bem! quero ficar envaidecida quando as pessoas elogiarem ele...

Enfim... vai ter uma hora que eu vou sim, dar um tapa na mão do Luca ou no bumbum... e vou dizer pra ele o pq de estar fazendo aquilo... eu sei que criança pode tirar a gente do sério... mas peço muito a Deus que me dê serenidade e que não me faça esquecer das minhas convicções, pq mais que nele, me tornar mais uma entre tantas mães "equivocadas" que batem nos seus filhos, vai doer MUITO em mim.

3 comentários:

Jo disse...

Esse ditado popular, conheco até ao contrário!
Quando eu era menor CANSEI de ouvir isso da minha mãe...

Eu teria sido uma adolescente problema sem as palmadas dela? Não sei...

Mas tenho certeza que devo tudo que sou à educação que ela me deu...

Então - NADA A RECLAMAR!

Srta processável! disse...

Kika, se o Luca "pedir" não tenha medo de uma boa palmada não viu?

Eu qdo criança era bem arteira e manhosa, uma vez ou outra levei umas boas palmadas... E isso serviu pra eu ser quem sou hj... ;)


beijão!

Ana Cecília disse...

Ai, tb tenho pavor de quem bate no rosto do filho. Covardia atroz!
Acho q estás certíssima.
Beijão!