segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Doenças

Primeiro quero pedir desculpas pelas faltas aqui.

Graças a Deus não passamos por problemas tão sérios como uma cirurgia de emergência, mas também temos histórias para contar.
A Nina logo que nasceu resolveu desenvolver os mamilos. Sim, com 1 dia ela tinha um baita peitão. Procedimento de praxe: liguei para o médico que me explicou como funciona a parte hormonal da menina ao nascer e avisou que em poucos dias iria desaparecer.
Ótimo! Fiquei tranquila e continuei cuidando dos primeiros dias da minha primeira pequena.
Quando estávamos no terceiro dia fui trocar um xixi e notei algo estranho. Tinha sangue na fralda. DESESPEREI! Procedimento de praxe novamente. Ele disse que era a coisa mais normal do mundo e que era ainda por conta dos hormônios.
Tudo bem que seja normal, até pode ser mesmo. Mas para mim nada era normal. Minha filha de 3 dias estava menstruando!!!!
Depois desses dois sustos o próximo foram as cólicas. Meu Deus do céu! Como ela gritava!
Um episódio ocasional foi um dia que a Nina encostou na toalha da mesa e ficou com essa carinha aí. DESESPEREI NOVAMENTE! Ela inchou toda. Ficou toda vermelha.
Descobrimos a primeira alergia da pequena!



Depois dessa fase ela começou a tomar leite NAN e descobrimos intolerância à lactose! Uma beleza!
Ela passou 4 meses nessa. Foi bem complicado. A pequena não crescia e nem engordava. E o pediatra não deu bola. A barriga inflada e o cocô verde sempre.
E muito catarro e gripes e bronquites e complicações.
Quando ela tinha quase 1 ano foi que o infeliz do pediatra teve a idéia de trocarmos o leite pelo de soja. Depois disso ela deu umas melhoradas.
Nisso nasceu a Cecília que já nesceu com refluxo. Era uma mamada e uma vomitada. Uma beleza! Eu, que não tenho muita facilidade em amamentar "adorava" ver todo o esforço indo embora tão facilmente numa regurgitava.
Com quase 1 ano ela teve 3 pneumonias seguidas. Foram 4 antibióticos e uma mãe quase louca.
Resolvi tomar as rédias das doenças lá de casa. Demiti o pediatra. Sim! Mandei ele às favas. Ainda fiquei devendo R$ 300,00 da última consulta e quero ver ele ter coragem de me ligar para cobrar.
Fui atrás de uma alergista. Inclusive minha xará.
Foi a minah salvação. A primeira orientaçãoq ue recebi dela foi:
-Vc está proibida de ir a SOS. Sé em caso de corte ou fratura.
Iniciamos um remédio todos os dias para combater a secreção dos brônquios e faz muitos meses que não sei o que é uma bronquite.
Hoje sou uma mãe aliviada. (Ainda mais com o testemunho da Jô, tadinha!)

*Detalhe: Nunca quis ser médica, mas busquei tantas informações por conta do pediatra e da falta dele agora muitas pessoas me ligam para que eu diagnostique. Saibam que eu não sou louca de medicar! :)

4 comentários:

Kika Bastos disse...

é, fê... acho que tenho que agradecer todos os dias pel SAÚDE DE FERRO DO LUCA... até os refluxos e cólicas do começo ja me parecem pinto perto das histórias de vcs.
bjs

Jo disse...

Fe, eu nao sabia dessa saga!
So sabia da saga das babas e faxineiras! kkkk
que alias, deve ter sido realmente um caos sua pequena doente em casa, e vc nao acertando na auxiliar!!!

Ser mãe não é facil... mas vale cada segundo!!

O melhor de ler todos esses relatos, é ter a certeza que eu nao sou a unica que passo por isso!
kkkk

Beijossss

Anônimo disse...

Olá

Marília disse...

Olá. Procuro por uma Fernanda Lohn que nasceu em Florianópolis, mas que hoje mora em Brasília, seria você?
São as únicas informações que tenho desta pessoa. Também procuro meus antepassados.

Se não for, desculpe o incomodo